Translate

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Preguiça...

Não me leve a mal se não me ver por aqui. Tenho andado meio cansada de tanto andar... De percorrer descaminhos que me levam a nenhum lugar. Vou procurar um canto pra repousar. Quem sabe minha cabeça para de tanto rodar...
Aguçar meus ouvidos, ouvir pássaro cantar. Dar pros olhos um refrigério, quem sabe consigo chorar... Uma pausa pro falar. Não quero nem rimar.
Nesse espaço que encontrei no meu respirar, como um leve, um suave arfar, quero estar mais leve sem muito pensar. Viver um dia de cada vez, como gosto de falar.
Mas não é de você que quero distanciar. É só dos desgostos, do nada esperar. Sua lembrança ainda é o que me faz suspirar. Coisa boa de sentir mesmo sentindo o coração apertar...
Desculpe a pobreza do meu prosear. Uma forma só de desabafar. Coisa de quem tá com preguiça de tanto sonhar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário certamente me fará crescer.