Translate

domingo, 28 de outubro de 2012

Até breve

Espero te ver em breve
talvez tomar aquele café
sentar na varanda que deve existir
aquela que decoramos em uma conversa.
 
Quando voltar quero estar perto
ouvir as histórias que viveu por lá
dos passeios de bicicleta de fim de outono
em paisagens que só conheço através dos seus olhos.
 
Farei uma homenagem a nossa amizade
pode ser em versos simples como estes
ou através de um olhar construído pra te agradar
e te fazer sonhar com impossíveis.
 
Me basta saber que está feliz
que sua missão se cumpre a cada dia
que lugares não importa para nós
que o branco da neve também vai passar.




terça-feira, 23 de outubro de 2012

Primeira vez

É a primeira vez que me sinto assim
meio boba, meio feliz
um tanto sentimento
outro tanto monumento.

É a primeira vez que rio a toa
e aprendo que o tempo não voa
quando lembro de seu riso
rio do seu sorriso.

É a primeira vez que quero correr
e também que não quero morrer
pra viver um pouco mais disso
assumir esse compromisso.

É a primeira vez que me entrego tanto
que quero soltar meu pranto
pra regar um pensamento alto
pra rasgar um sonho incauto.

É a primeira vez que não tenho medo.
É a primeira vez que chego cedo.
É a primeira vez que aceito a vida.
É a primeira vez que não sou ferida.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Beijo

Uma brisa passou
trazendo seu perfume
e a lembrança desta noite.
Mil voltas nas palavras
que voavam da sua boca
como borboletas soltas
libertas em cores.
E no sabor da leveza
do beijo seu...
na paixão que encontro
no seu olhar...
no carinho que toca
minha pele que pede...
durmo e sonho
com esse amor que cede
ao gosto de ter
sua marca em mim.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Sim

Sim, eu ainda te espero
como naquela noite
em que você não chegou
Como no dia
em que não me procurou.

Sim, eu ainda te amo
como quando tocou a minha mão
como cantei naquela canção
da forma que sussurei no seu coração.

Sim, eu ainda te quero
de uma forma que não consigo negar
um tanto que não dá pra apagar
como se fosse meu próprio ar.

Sim, eu ainda sou sua
de tal jeito que pareço nua.
Como se você fosse um mundo
e eu no céu, a sua lua.
 
 

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Blues da Moça Triste

Tem vida que ainda não nasceu
Está esperando pra ganhar um beijo
e então transformar em sapos
os príncipes do pequeno vilarejo.

Caminha triste por ruas vazias
Esvazia copos que nunca se encheram
Se enche de sonhos que teve criança
Balança em suspiros que sempre a moveram.

Talvez por isso o medo
o receio de guardar segredo
Talvez nunca chegue cedo
ou pule daquele rochedo.

Seu enredo não é feliz
sua alma nunca foi pequena
de sentimento, jamais foi serena
do mundo é apenas aprendiz.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Pensante

Penso...
demais
Penso...
em você
Penso...
que pensa em mim
Penso...
fico suspenso
perco o senso
amo intenso
pego um lenço
e penso...
no seu abraço imenso...
no seu beijo hipertenso...
no quanto me faz feliz.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Viajando

Quero
mas espero...
Tenho medo
acordo cedo.
Tenho mais tempo
e contratempos...
Sorrio
vou pro Rio!
Conheço
reconheço
seu endereço.
Te abraço
no terraço
da Serra do Espinhaço.
Ou em outros espaços...
Porque não me importa aonde
ou se estou de bonde,
nem a hora
(espero que seja agora)
Só quero estar contigo
meu melhor abrigo...
meu porto seguro...
meu amor maduro...